Make your own free website on Tripod.com

 

A Parábola dos Dois Filhos

(Mateus 21.28-32)

Introdução: Para a compreensão das parábolas, é muito importante observar e considerar o momento e o contexto em que foram contadas: PARA QUEM JESUS CONTOU ESTA PARÁBOLA ?? - No caso de hoje, é necessário ver que nos versos anteriores, 23-27, Jesus tem uma discussão com os principais sacerdotes e anciãos do povo judeu, portanto, LÍDERES RELIGIOSOS. A pergunta chave deste texto está no verso 23, onde Jesus é questionado quanto à sua autoridade. No verso 27 o próprio Cristo afirma não dizer com que autoridade atua. Mas em seguida relata três parábolas: dos Dois Filhos (21.28-32), dos Lavradores Maus (21.33-46) e das Bodas (22.1-14). Nestas parábolas Jesus responde indiretamente a pergunta de Mt 21.23, ou seja: O que dá autoridade a Jesus, e o que dá autoridade a qualquer líder do povo de Deus, ou a qualquer membro da família de fé é a OBEDIÊNCIA ao Senhor.

Reflexão: Quem representam os personagens na nossa parábola? Com pouquíssimas exceções a representação dos personagens nas parábolas quase sempre é a mesma, ou seja: O PAI = DEUS. Quando há dois filhos, um representa o povo da velha aliança (judeus, mais especificamente fariseus, escribas, sacerdotes e anciãos) e o outro, pessoas que vivem à margem da sociedade e da fé (prostitutas, publicanos, samaritanos, doentes) e que, mediante arrependimento, confissão e conversão, começaram uma nova vida com Cristo, conforme Lucas 15.11-32.

Quantas opções existem em relação à obediência de uma ordem? - Quando alguém nos ordena algo, podemos tomar as seguintes atitudes:

1) Dizer que vamos fazê-lo;

2) dizer que não vamos fazê-lo e realmente não fazê-lo;

3) dizer que vamos fazê-lo mas não fazê-lo de fato;

4) dizer que não vamos fazê-lo mas acabar fazendo o que nos for ordenado.

O que Jesus quis dizer com a atitude: "Sim, Senhor, porém não foi" ? - Em primeiro lugar Jesus aqui se refere aos sacerdotes e anciãos que conhecem a vontade de Deus, mas não a cumprem; dizem que vão fazer a vontade de Deus, mas são desobedientes, conforme Tiago 4.17.

O que Jesus quis dizer com a atitude do v.30: "Não quero, mas depois, arrependido, foi"? - Por natureza, devido ao pecado, todos os seres humanos são rebeldes à vontade de Deus, conforme Romanos 3.10-18 e 23. Por isso todos se opõe inicialmente à vontade de Deus, mas sendo iluminados pelo Espírito Santo, arrependendo-se, tornam-se obedientes.

Atualização: O que significa obedecer a Deus? - Há muita confusão entre as pessoas quanto a obediência a Deus. A maioria das pessoas acha que obedecer é fazer isto, ou deixar de fazer aquilo. Biblicamente falando, o primeiro ato de obediência a Deus deve ser a FÉ, e, o segundo, o AMOR ao nosso próximo, cf. 1João 3.23. Aqui está o motivo porque "publicanos e meretrizes vos precedem no Reino de Deus" conforme v.32. Neste versículo Jesus reforça o pensamento de que querer obedecer a Deus significa ARREPENDER-SE e CRER em Jesus.

Existem as quatro atitudes em ralação à obediência hoje? - Não! Claro que Deus ficaria feliz se logo disséssemos "SIM" a ele e também agíssemos assim, mas isto não ocorre. Os que logo dizem "SIM", somente o dizem na soberba, na carne, "da boca-para-fora", mas como os fariseus, nunca o fazem. Os que nunca obedecem são os que se perdem, bem como os que dizem sim e também não obedecem.

Quando devemos pensar sobre o "SIM" e sobre o "NÃO" diante do convite de Deus para servir ao Reino? - O convite de Deus não acontece somente uma vez. Este convite para CRER e para SERVIR é feito todos os dias! A cada dia Deus nos convida: "Vá trabalhar na minha vinha! Mãos à obra!"