Make your own free website on Tripod.com

A Santa Ceia Vivenciada

no Dia a Dia

(P. Renato Creutzberg)

Jesus disse: "Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. - Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim." - 1 Coríntios 11.24-25

A Santa Ceia, ou Ceia do Senhor, ou Eucaristia, ou ainda Sacramento do Altar deve ser celebrada em comunidade e, acima de tudo, VIVIDA em comunidade. Ao repartir o pão e compartilhar do cálice, lembramos especialmente quatro aspectos:

PÃO: Alimento = VIDA. Necessitamos do pão para viver. Mas não somente! Precisamos também de alimento espiritual. E Jesus é este "pão espiritual", pois ele mesmo disse "eu sou o pão da vida". Jesus é o pão que nos dá VIDA NOVA / VIDA EM ABUNDÂNCIA / VIDA FELIZ, e não somente sobrevida.

PÃO REPARTIDO: Quando Jesus disse "ISTO é o meu corpo", ele estava falando do próprio ATO DE REPARTIR também. - O apóstolo Paulo refletiu sobre isto e concluiu que "vocês SÃO o corpo de Cristo; e, individualmente, membros deste corpo" (1Co 12.27). Ou seja, a IGREJA, a COMUNIDADE é o CORPO DE CRISTO! Por isso, quando repartimos o pão, lembramos que somente somos Igreja = Corpo de Cristo quando sabemos repartir também o pão de cada dia! Em outras palavras: O ato de REPARTIR na Ceia do Senhor deve ser um testemunho da vivência cristã diária! Quando não repartimos no dia a dia, aí sim, a celebração da Ceia torna-se um teatro vazio de sentido. Veja os versículos 28 e 29 de 1Co 11. - O corpo que os cristãos precisam discernir é o corpo de Cristo que é a Igreja! Esse é o corpo que estava sendo ignorado pelas exclusões em Corinto (v.22). Hoje em dia, quando nossas práticas excluem aqueles que pertencem a cristo, Paulo, de fato, nos conclama a nos examinarmos. Será que as crianças ainda não pertencem a Cristo?

CÁLICE DA NOVA ALIANÇA: Quando Jesus fala em "nova aliança", ele lembra que houve uma antiga! A Antiga Aliança era marcada pelas LEIS e pela CIRCUNCISÃO. Mas quando bebemos do Cálice da Nova Aliança, lembramos que Deus nos aceitou por AMOR e GRAÇA, lá no dia de nosso BATISMO, e que, desde lá, já fazemos parte do seu Reino. (Rm 6.23)

SANGUE DERRAMADO POR VÓS: No Cálice da Nova Aliança, bebemos o sangue de Cristo que foi derramado por cada um de nós na CRUZ. Lembramos que Jesus morreu na cruz por causa de nossos pecados, para nos livrar da morte. - Bebendo do Cálice da Nova Aliança nós nos tornamos UM em Cristo, participando com ele da sua morte, na certeza de que com ele também participaremos da ressurreição (Romanos 6.5-8). - Portanto, a cada vez que celebramos a Santa Ceia, também somos convidados a viver VIDA NOVA EM CRISTO (2Coríntios 5.17 e João 6.56-57).

Após termos participado da Santa Ceia o amor de Deus que nos perdoa nossas culpas nos ajuda em nossa fraqueza e nos anima para assumirmos o COMPROMISSO de sermos fiéis a Cristo, como NOVAS CRIATURAS. Ou seja, A COMUNHÃO CONTINUA FORA DA IGREJA, quando todos tem trabalho, comida, casa, saúde, educação e tempo para se divertir; também quando todos podem aceitar-se mutuamente, em constante perdão. - A Santa Ceia continua quando colocamos MÃOS À OBRA.

Se somos de Cristo, não pertencemos mais ao mundo, ainda que nele estaremos por mais ou menos tempo. E não é possível servir a dois "patrões"! Em Mateus 6.24 Jesus diz: "Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um, e amar outro; ou se devotará a um e desprezará ao outro. NÃO PODEIS SERVIR A DEUS E ÀS RIQUEZAS." - O mundo nos ensina a VINGANÇA, o EGOÍSMO, o INDIVIDUALISMO... Sabemos que estas coisas levam à morte. Mas na Santa Ceia, Cristo novamente nos ensina o contrário: PERDÃO, RECONCILIAÇÃO, AMAR e REPARTIR. Estes são sinais concretos do Reino e da vida eterna EM CRISTO.

Na Santa Ceia nós estamos ligados ao amor de Deus. Quem ama se compromete e, quem é amado, tem a liberdade de corresponder a este amor. Este corresponder dá-se pela FIDELIDADE. É como ter uma namorada ou um namorado. Quando a gente ama de verdade, a gente não se trai. Existe entre os dois um comprometimento que não escraviza mas que torna a pessoa feliz.

Portanto, ao comungar da Ceia do Senhor com irmãos e irmãs em Cristo, devo perguntar-me: Eu aceito o que Cristo fez por mim na cruz? - Eu quero comprometer-me com Deus? - Eu quero uma vida nova EM CRISTO, amando, perdoando e repartindo?

 

ALGUNS MITOS e DÚVIDAS SOBRE A SANTA CEIA p/ DIALOGAR:

Pode mastigar a hóstia?

E se a hóstia grudar no céu da boca?

Podemos rir durante a Ceia?

Sou divorciado; posso participar da Ceia?

Tenho que estar de bem com todo o mundo pra participar da Ceia?

Se derramar vinho na roupa, pode lavar?

Porque VINHO / SUCO?

Porque PÃO / HÓSTIAS?

E as diferentes formas de celebrar a Ceia?

Santa Ceia com Crianças? (Mc 10.14)